Estado Social e Austeridade

Estado Social e Austeridade: Análises e Alternativas

As políticas de austeridade que foram implementadas no contexto da crise financeira tiveram consequências graves para os Estados Sociais em muitos países europeus e condicionam até hoje as decisões dos governos. Em Portugal, o novo Governo eleito em 2015 tem recuperado várias medidas sociais que foram ou cortadas ou abolidas no âmbito do programa de ajustamento acordado com a Troika (2011-2014). Esta viragem política enquadra-se num debate alargado na Europa que procura respostas para assegurar a existência do Estado Social no contexto de globalização, informatização e flexibilização. A Fundação Friedrich Ebert em Portugal quer contribuir a este debate sobre alternativas às políticas de austeridade com análises críticas e propostas para soluções alternativas, em Portugal e também a nível europeu.

Eventos

Publicações