Debate “Justiça ambiental urbana: Como criar uma Lisboa mais verde para todas e todos?”, 26 de julho 2020, 16h00

Será possível planear cidades mais amigas do ambiente que deem resposta às necessidades de todas as partes das populações urbanas? Como podem, tanto os processos de criação de espaços verdes como o seu uso, ser verdadeiramente justos, inclusivos e colaborativos?

No ano em que Lisboa é Capital Verde Europeia e, paralelamente, enfrenta novos desafios no planeamento urbano devido às consequências da pandemia, a Fundação Friedrich Ebert em Portugal e o Goethe-Institut Portugal organizaram, no âmbito do projeto Retomar a Cidade, um workshop sobre estas questões, ligadas à temática da Justiça Ambiental Urbana. Em encontros virtuais juntaram-se especialistas nacionais e internacionais e representantes de várias iniciativas da cidade de Lisboa.

Em parceria com o Festival Jardins Abertos, as questões centrais deste processo de trabalho vão ser partilhadas e debatidas no dia 26 de julho, às 16h00, numa conversa no Jardim do Goethe-Institut (Campo dos Mártires da Pátria 37, Lisboa), moderada pela jornalista Margarida David Cardoso, do projeto de jornalismo independente Fumaça. No centro do debate estará a questão sobre o modo como Lisboa se pode tornar uma cidade mais sustentável, mais justa e com maior qualidade de vida – e em que medida exemplos positivos da própria cidade de Lisboa e de outras cidades podem servir como inspiração.

A conversa dará continuidade aos assuntos debatidos e às propostas elaboradas no âmbito do workshop, não só por ter como ponto de partida um resumo dessas atividades, mas também porque contará com a presença de duas participantes no painel: Margarida Marques (Associação Rés-do-Chão) e Joana Pestana Lages (Associação Mulheres na Arquitectura). Com o objetivo de abrir novos horizontes para o debate, juntam-se a elas Roberto Falanga (que trabalha sobre processos de participação no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa) e Miguel Correia Pinto (representante do Movimento pelo Jardim do Caracol da Penha).

A fim de garantir que todas as medidas de prevenção da Covid19 possam ser implementadas, o número de participantes neste evento é limitado e é obrigatória a inscrição prévia através do site Festival Jardins Abertos. O uso de máscara é obrigatório durante o evento. Pedimos que faça a sua inscrição aqui.