Seminário Internacional “Como apoiar pessoas refugiadas”

Seminário Internacional

Como apoiar pessoas refugiadas: Abordagens e iniciativas de trabalho voluntário na Europa


Organizado por: Fundação Friedrich Ebert e European Alternatives

9 de Junho de 2017, 14h00-18h30

Local: Goethe-Institut, Campo Mártires da Pátria 37, 1169-016 Lisboa


Programa


14h00 Abertura
Nina Amelung (Voluntária, Lisboa)
Martin Pairet (European Alternatives, Berlim)
Reinhard Naumann (Fundação Friedrich Ebert, Lisboa)

14h15 Mesa Redonda
Trabalho voluntário para e com refugiadas/os: Da ajuda humanitária à integração
Joaquim Fraga (Plataforma de Apoio aos Refugiados, Lisboa)
Andréa Martinez (
Refugees Welcome Portugal, Lisboa)
Rui Tavares (
European Alternatives, Lisboa)
Francisco Font Bell (
Associação de Refugiados em Portugal, Porto)

Moderadora: Inês Vieira (CICS.NOVA-FCSH/NOVA, Lisboa)

15h15 World Café
Se não fossemos nós, quem seria? Trabalho voluntário para e com refugiadas/os na Europa

16h30 Coffee break com exposição
Conheça iniciativas voluntárias que trabalham com e para pessoas refugiadas

17h15 Mesa Redonda & Debate
Como apoiam as cidades as/os refugiadas/os:
Exemplos de Berlim, Barcelona e Lisboa
Felix Eikenberg (Forum Berlin, Friedrich Ebert Stiftung, Berlim)
Andreas Tölke (
Be an Angel e.V., Berlim)
Sonia Abella (
Barcelona en Comú, Barcelona)
Cristina Santinho (
CRIA/ISCTE-IUL)
N.N. (
Solidariedade Imigrante, Lisboa) (a confirmar)

Moderador: Martin Pairet (European Alternatives, Berlim)

18h30 Encerramento


Seminário em Inglês e Português (com tradução simultânea).
Entrada livre, mas com inscrição prévia até o dia 6 de Junho:
Fundação Friedrich Ebert, Tel. 21 357 33 75,
info@feslisbon.org


Contactos:
Fundação Friedrich Ebert: Tel. 21 357 33 75,
info@feslisbon.org, http://www.feslisbon.org
European Alternatives: https://euroalter.com


As pessoas refugiadas constituem um dos segmentos mais vulneráveis da população. Precisam de assistência e apoio seguros e profissionais, podendo uma parte importante destes ser assegurada por trabalho voluntário. Afinal de contas, é o trabalho coletivo de pessoas em todo o mundo que pode fazer a diferença quando as instituições públicas não conseguem e/ou não querem responder ao desafio. O trabalho voluntário com refugiadas/os pode ser realizado de várias formas. Muitas pessoas refugiadas têm também tempo livre e competências que se revelarão úteis às suas comunidades, podendo ainda usar o voluntariado como um passo para a integração e o emprego.

A forma como os países e as cidades na Europa são afetados e lidam com esta situação varia muito. Este evento aborda diferentes exemplos de trabalho voluntário para e com pessoas refugiadas, incluindo a questão de como recrutar voluntárias/os, os tipos de atividades que podem ser desenvolvidas, a disponibilização de treino e apoio adequados para pessoas voluntárias e a questão de como ajudar a integração de refugiadas/os nas nossas sociedades.

Em foco estarão as atividades desenvolvidas nas cidades de Lisboa, Barcelona e Berlim. Serão relatadas experiências com ajuda espontânea e criativa, iniciativas auto-organizadas ou coordenadas e protestos para receber mais pessoas refugiadas. Ativistas, especialistas, investigadoras/es, refugiadas/os e voluntárias/os terão diferentes respostas às questões em destaque: Quais as visões para o trabalho voluntário e quais os obstáculos a este? Partindo do apoio humanitário, como chegar à integração de refugiadas/os na sociedade?